Vascaino.net

Notícias do Club de Regatas Vasco da Gama

Comentaristas analisam contratação de Zé Ricardo pelo Vasco

Na última semana, o Vasco anunciou a contratação do técnico Zé Ricardo para temporada 2022. Pela primeira vez na sua carreira com técnico, ele terá a possibilidade de montar um elenco do zero. Nas outras situações que trabalhou, já havia encontrado plantéis fechados , além de ser contratado com o ano em andamento. Então, o treinador chega em meio a uma indefinição: até agora a diretoria não decidiu quem será o executivo de futebol. Outro ponto importante, nove jogadores foram liberados, ninguém foi contratado.

Nesse sentido, os comentaristas da GE e Sportv analisaram a chegada de Zé Ricardo ao Cruz-Maltino.

Carlos Eduardo Mansur

“Ele sabe organizar bem, especialmente na defesa. São times seguros e sem problemas clamorosos na defesa, o que na Série B pode ser importante. Consegue mobilizar os times para competir, outro ponto interessante nesse contexto. O que ele teve problemas em algumas equipes foi ao ter de se organizar ofensivamente com o adversário totalmente esperando atrás. Então, os times tinham bom controle de bola e aproximações, mas com dificuldade de agredir. De transformar o volume em finalização. São marcas de trabalhos no Brasil, em geral, curtos, então, não pode ser rotulado. Acho que é uma boa escolha, ele pode fazer um time competitivo. Mas as interrogações são muitas: não sabemos o elenco e quem vai escolher esse elenco, afinal, ele foi anunciado antes de quem vai estar hierarquicamente acima dele”, reproduzido pelo GE.

Leonardo Miranda

“Acho que Zé Ricardo é um bom técnico, extremamente preparado, que alia estudo com gestão de elenco. Seus times normalmente possuem uma cara, uma identidade, ou seja, é possível ver o trabalho em pouco tempo. Talvez por uma questão de montagem de elenco, os trabalhos nos três cariocas foram mal quando viraram a temporada, e muitas vezes o time caía de rendimento. O Vasco em 2022 vai ser a primeira vez que o Zé irá pegar um time com carta branca para montar e remontar o elenco, um trabalho de reestruturação. Dentro dos nomes disponíveis e da realidade do Vasco, é um dos melhores nomes disponíveis e tem um diferencial que nem o Cabo, Lisca e Diniz tinham: já trabalhou diversas vezes no clube, conhece a política interna e isso pode pesar numa paciência maior, em especial durante o Estadual.”

O Vasco só volta a campo em 2022, pelo Campeonato Carioca.